top of page

ÁUDIO | ABERTURA DE MERCADO DO MILHO

O milho trabalhou em queda leve na B3 e queda forte em Chicago.


O grão continua cercado por instabilidades relacionadas à produção.

Ontem, a Conab aumentou a produtividade do milho safrinha e, consequentemente, o volume do milho safrinha.

_

O ponto crucial é a grande diferença entre os órgãos oficiais: o USDA estima a safra total de milho no Brasil em 122 milhões de toneladas, enquanto a Conab estima em 111 milhões de toneladas. Essa disparidade gera uma grande incerteza no mercado quanto ao volume disponível.

_

Falando do mercado internacional, em conversas com traders de outros países, eles deixam claro que só mudarão suas posições caso o USDA reduza drasticamente a safra de milho brasileira. Enquanto isso, eles continuam apostando em estabilidade ou queda para as próximas semanas.

_

O milho em Chicago acompanhou o trigo e teve uma queda brusca.


O trigo, que teve uma alta de quase 17% nos últimos 6 meses, teve um dia de realização de lucros e liquidações de contratos na bolsa de Chicago.

O mercado quer saber qual será a quebra total do trigo neste momento, levando em conta os problemas no Rio Grande do Sul e quebras significativas nas regiões produtoras de trigo da Rússia.

O trigo está resistente e tem força para se manter firme nas próximas semanas, dado que as quebras são muito intensas em algumas regiões.


A Conab reduziu apenas a produção de trigo aqui no Brasil em 900 mil toneladas, ficando em 9 milhões de toneladas o volume total da produção.

Yorumlar


bottom of page